Boletim Eletrônico nº 31 - ANO V
São José dos Campos, 19 de Outubro de 2011.                                                                                ISSN nº 2176-7238

 “VOCÊ TEM DE ENCONTRAR O QUE VOCÊ AMA” 

                                                           - Steve Jobs -                               

Os gênios passam e deixam o seu legado para a posteridade. Com Steve Jobs não foi diferente. A sua criatividade mudou o mundo contemporâneo e a vida não pode mais dispensar os seus inventos.

O discurso de Steve Jobs na Universidade de Stanford, leitura obrigatória dos estudantes daquela escola, de fato é uma mensagem fascinante e encorajadora – "Você tem que encontrar o que ama, não perca a fé. Você deve ligar os pontos dos acontecimentos da sua vida, olhar para trás e aproveitar as lições, precisa aprender com as perdas, perseguir alvos e objetivos com determinação e enfrentar a morte com coragem". Esta é a suma do pensamento de Steve Jobs no famoso discurso em Stanford, Califórnia, no ano de 2005.

A mensagem do Pai da Apple deve ser lida e relida. Temos muito a aprender com a genialidade e determinação de Steve Jobs. Das três histórias inseridas no discurso, a que chamou mais a minha atenção foi a terceira, a que fala sobre a morte. Tem-se a impressão de que, em 2005, depois da cirurgia que retirou o tumor do pâncreas, Steve tinha a convicção de que a doença fora extirpada e a morte despachada para algum dia distante no futuro. O pensamento dele era – "olho para a morte e se hoje fosse o meu último dia de vida, sei que devo fazer o que gostaria de fazer, sem me preocupar com a morte". Em suma dizia ele – "vou perseguir o alvo, fazer o que eu gosto e sei fazer, trabalhar até o último dia". Repassava na mente o pensamento sombrio do dia em que soube da presença do câncer em seu organismo – "Lembrar que estarei morto em breve é a ferramenta mais importante que já encontrei para ajudar a tomar grandes decisões". Completava o pensamento falando de sua expectativa de vida – "Isso foi o mais perto que eu estive de encarar a morte e eu espero que seja o mais perto que vou ficar pelas próximas décadas". Lamentavelmente, depois dessa afirmação, a vida não durou muito para o gênio da computação. Para quem pretendia viver muitas décadas a vida reservou poucos anos.

Steve Jobs queria viver, mas também sabia que a morte é implacável, inevitável. Dizia ele para nós – "O seu tempo é limitado. Ninguém nunca conseguiu escapar. Algum dia, não muito distante, você gradualmente se tornará um velho e será varrido". Falava também do apego que todos nós temos por esta vida – "Ninguém quer morrer. Até mesmo as pessoas que querem ir para o céu não querem chegar lá."

É verdade, ninguém quer morrer. As promessas de Deus para a vida eterna são maravilhosas – "Nem olhos viram, nem ouvidos ouviram, nem jamais penetrou em coração humano o que Deus tem preparado para aqueles que o amam’ (I Coríntios 2:9). Mas ninguém quer antecipar a chamada, ninguém quer chegar mais cedo no céu, pois sempre há uma desconfiança de que não seja tão bom assim. Como Steve Jobs, queremos viver mais e mais, e se fosse possível, viver uma vida sem fim.

Não sabemos como foram os últimos dias do gênio. Não sabemos se viveu sempre diante da perspectiva de que a vida nunca ia acabar, ou se no final, cansado, acalentou o sonho de construir computadores no céu. Uma coisa é certa, se você quer aprender com Steve Jobs precisa olhar para o passado e ligar os pontos. Como ele mesmo disse, você não conecta os pontos olhando para frente; você pode ligar os pontos se olhar para trás, aprendendo, inclusive com as próprias perdas.

Não importa saber como você vai enfrentar a morte, quando ela chegar; afinal, somos todos covardes e ninguém quer pensar que ela pode estar próxima. Olhe para trás, ligue os pontos, e você verá que alguém já venceu a morte. O único que poderia fazê-lo, pois foi quem criou todas as coisas com Deus. Só Ele pode dar e tirar a vida. Dar e reaver a própria vida. Dar a vida por seus amigos. Jesus de Nazaré, o Deus que deu a genialidade para Steve Jobs e tem a solução para a vida e para a morte, o único que pode dar vida depois da morte. Disse Jesus - "Eu sou a ressurreição e a vida, quem crê em mim ainda que morra viverá, crês isto?" (João 11:25-26). Aproveite a lição de Steve Jobs e estabeleça uma nova perspectiva de vida. Persevere, não desista de seus sonhos. Tenha fé. Olhe para trás, ligue os pontos. Na Cruz do Calvário Deus não perdeu a batalha. Ali, quando Cristo foi levantado no madeiro, deu-se a proclamação solene do triunfo de Jesus sobre as trevas. A ressurreição calou a morte e proclamou a vitória do nosso Salvador. Olhe para trás, na Cruz do Calvário está o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo e dá vida eterna a todo aquele que nele crê. Crês isto? Ele, Jesus, está aqui, permitindo o avanço da ciência; também está lá na frente, depois da morte, esperando para receber os que são seus. Ele quer você no time de Deus. Pense nisso. Você tem de encontrar aquele que te ama. Não precisa muito, basta dizer que o quer como seu Salvador. Faça isso agora! "Ligue os pontos"!

Amilton Alvares



  VISITE: www.2registro.com.br

2º REGISTRO DE IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS E CIVIL DE PESSOA JURÍDICA.
Rua, Vilaça, 235 - CEP 12210-000 - Centro – São José dos Campos – SP.

Tel: (12) 3942-4303 Fax: (12) 3941-8968 - E-mail: contato@2registro.com.br

Site: http://www.2registro.com.br/

Cancelamento ou alteração de e-mail para o recebimento do Boletim Eletrônico – Enviar mensagem para: boletim@2registro.com.br